Achigã

Treino: pescar no tanque?!...

Hermínio Rodrigues
Escrito por Hermínio Rodrigues
Junta-te a mais de 20.000 companheiros

Entra na nossa lista e recebe conteúdos exclusivos e com prioridade

Treino: pescar no tanque?!…

Hoje falamos de um assunto peculiar que serve apenas para quem quer mesmo evoluir na pesca. O treino é muito importante. Em ambiente controlado, como seja uma piscina, um tanque, um aquário, vamos ver coisas que quando estamos a pescar nem reparamos.

Normalmente quando nos abeiramos de uma massa de água para pescar, a nossa preocupação é apanhar peixe. Claro que nos divertimos de muitas maneiras e desfrutamos de muitas outras, mas, onde quero chegar com esta conversa?

Claro que vamos para desfrutar! Por isso mesmo eu proponho que, quando tem esse tempo livre para pescar se concentre apenas nisso, mas para tal temos de criar alguns automatismos.

É nesse aspeto que um treino pode ajudar e muito. Eu faço isso há muito tempo e aconselho. Eu sei o que estrão os meus amigos a pensar… «Então quando temos tempo livre não o devemos dedicar ao nosso hobby?» Mas é claro que sim! Porém, naqueles restos de dias que não dão para uma deslocação e para uma boa jornada de pesca, poderemos sempre «brincar» com o material de pesca junto de um tanque ou de uma piscina.

É como se fosse mais um momento de ligação ao nosso desporto. Claro que não é ir à pesca no sentido integral do termo, mas é uma preparação que nos pode divertir e até ajudar muito na nossa evolução como pescador.

Numa ação de formação a mostrar a importância de sabermos sentir as amostras

Sentir a amostra

É deveras importante que se possa pegar numa cana e numa amostra e ir e lançar numa água bem limpa para que se veja bem. Num aquário poderemos ver de perto como evolui uma animação, mas precisamos de espaço para lançar e recuperar. Só assim poderemos fazer algo muito importante – sentir a amostra.

Podemos aproveitar o defeso, os restos de dias que não compensem uma deslocação a uma barragem ou um rio e até os dias de muito frio ou de calor extremo.

Só quando interiorizarmos o normal evoluir do isco, poderemos perceber se houve uma interrupção e de que tipo. Explicitando melhor: se lançar uma amostra e começar uma recuperação, vai sentir como ela trabalha. Só depois disso poderá perceber um ataque mais subtil. Quando algo parece diferente… Cuidado, pode ser um peixe.

Com o tempo poderemos perceber a diferença entre o simples bater num obstáculo e um ataque de um peixe.

Poderemos sempre fazer isso nas nossas pescarias, mas vamos perder tempo precioso para nos concentrarmos em desfrutar e capturar.

Se gosta deste tipo de pesca descarregue o meu ebook gratuitamente aqui

Divirtam-se! Desfrutem! Até sexta-feira que vem… às 15:00, aqui.

Olá Companheiro,

o que achas-te deste conteúdo? Diz nos comentários.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

One Reply to “Treino: pescar no tanque?!…”

joao vilelas silva

bom

Entra na nossa lista e recebe conteúdos exclusivos e com prioridade

Junta-te a mais de 20.000 companheiros

Antes 7,99€, Agora Grátis Por Tempo Limitado

Descobre Os 6 Erros Que Tu Estás a Fazer Neste Momento Que Estão Impedindo-te De Apanhares Peixe!
Coloca o teu email no formulário abaixo e recebe gratuitamente este eBook
Baixar Agora!
Os teus dados estão seguros.
close-link
 Os 6 Erros Que Te Estão Impedindo De Apanhar Peixe
Baixar e-Book
e-Book Grátis
close-image
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.