Achigã

Como pescar em vegetação densa!

Hermínio Rodrigues
Escrito por Hermínio Rodrigues
Junta-te a mais de 20.000 companheiros

Entra na nossa lista e recebe conteúdos exclusivos e com prioridade

Imitações de rãs de corpo oco

No verão, muitas das nossas charcas cobrem-se de vegetação.
Essa vegetação pode ser de muitos tipos, mas com a penetração de raios solares, por vezes, forma-se uma camada à superfície.
Que quase impossibilita a pesca, aos olhos de quem não tem muitos conhecimentos sobre pesca do achigã.

Pois bem, chegou a altura de se iniciar no uso de imitações de rãs de corpo oco.
Que estão preparadas para serem animadas por cima dessas camadas espessas que podem ter uma ou outra abertura.
Mas onde não arriscaríamos outras amostras, porque viriam sempre cheias desse compacto.
Além de se tornarem quase invisíveis para os peixes que queremos pescar.

Há vários tipos de imitações de rãs, sapos, cobras e até mesmo de ratos que nos podem ajudar nessa tarefa.
Essas imitações têm os anzóis escondidos pelo seu corpo que, só a compressão deste, permite a sua cravagem, ou ferragem na boca do peixe.

Imitações de rãs

As que mais se usam têm a parte dianteira afilada para nos permitir usá-las com uma animação tipo passeante, por cima da vegetação ou mesmo em água aberta.
Sim! Não são apenas para usar em vegetação densa, podem ser usadas onde todas as outras amostras de superfície são.
Porém, alguns fabricantes colocaram no mercado iscos destes com a frente em forma de popper.
Com uma concavidade, outros colocaram uma pala para poder afundar na recuperação.
Outros ainda colocam dispositivos rotativos na traseira, lâminas, enfim, tudo o que nos ajude a despertar a atenção dos achigãs.

As minhas escolhas de Imitações de rãs

Eu uso especialmente dois tipos, as primeiras de que falei e as que têm a boca côncava, como as poppers.
Ambas podem fazer de passeantes e as segundas podem acrescentar um pouco mais de ruído para despertar os peixes menos atentos.

Há muito a saber para usar estas amostras convenientemente, mas isso será explicado mais adiante, quando iniciarmos o curso.
E então falarmos da família das amostras de superfície.
Por agora, registe apenas que é possível e, se quiser, experimente, aposto que vai ter alguns ataques e que se vai divertir imenso!

Fica o registo de uma captura para lhe mostrar do que estou a falar e para os mais incrédulos perceberem que não é impossível pescar nessas condições.
Se gosta desta dica, ajude-me a divulgar. Subscreva e partilhe para os seus amigos… Quem sabe se me ajuda a fazer mas um pescador…


Obrigado!

Olá Companheiro,

o que achas-te deste conteúdo? Diz nos comentários.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Entra na nossa lista e recebe conteúdos exclusivos e com prioridade

Junta-te a mais de 20.000 companheiros

Antes 7,99€, Agora Grátis Por Tempo Limitado

Descobre Os 6 Erros Que Tu Estás a Fazer Neste Momento Que Estão Impedindo-te De Apanhares Peixe!
Coloca o teu email no formulário abaixo e recebe gratuitamente este eBook
Baixar Agora!
Os teus dados estão seguros.
close-link
 Os 6 Erros Que Te Estão Impedindo De Apanhar Peixe
Baixar e-Book
e-Book Grátis
close-image
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.