Grande corvina de kayak

Mais uma pescaria combinada entre os membros do team, Pedro Capitão e Mário Correia.

Por norma todas as espécies têm uma altura de captura, nesta altura do ano, as corvinas sobem o rio Tejo para desovar, deslocam se em grandes cardumes.

Devido à forte corrente que se faz sentir no nosso rio só conseguimos pescar cerca de quatro horas,  duas horas antes da preia mar  e duas horas depois.

Material

O material neste tipo de pesca tem que ser “ Bruto”  carretos com bom drag, canas resistentes, fio multifilamento nunca inferior a 0.30.

Após ter ficado mais uma noite em claro pois a adrenalina não me deixou dormir, lá chegamos ao local de entrada ,estava tudo preparado para quatro horas de pura adrenalina, um sítio muito concorrido onde vão todos à procura do mesmo, Troféus.

20 minutos depois

Depois de cerca 20 minutos com o auxilio das sondas, indispensável para este tipo de pesca, encontrámos aquelas paredes enormes de peixe, eram as nossas “burras”, a concentração de peixe é tão grande que existe uma probabilidade de 30% do peixe ser “roubado” vir ferrado pelo lombo, barriga  ,barbatanas etc. Neste dia saíram cerca de sete corvinas, e os membros do team foram contemplados com uma a cada um.

Impossível  descrever a quantidade de emoções que se sente.

Se gostaste deste artigo e queres aprender como ler o mar, como escolher um pesqueiro, saber o que é uma feição e porquê que esta é muito importante, e muito mais, inscreve-te no nosso curso de segredos de pesca clicando aqui. (página de inscrição)

Para saberes mais sobre o nosso curso clica aqui

Abraço MM

Manuel Monteiro

Manuel Monteiro tem mais de vinte anos de experiência em pesca desportiva pela qual é apaixonado, especialmente á pesca aos sargos e mais de dez anos a trabalhar numa loja da área.

Website: https://segredosdepesca.com/oferta

    1 Comentário

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *