Carretos – embraiagem \ drag

O DRAG ou embraiagem dos carretos, é uma parte fundamental dos mesmos para nos ajudar na luta com os maiores exemplares.
Pois permite soltar linha na medida correta, quando assim a luta com o peixe o obriga
Todo o pescador adora ouvir o tão famoso cantar do drag, pois é sinal de peixe bom a puxar a linha para lá da resistência que la foi colocada.

Mas o intuito deste artigo não é falar do drag propriamente dito, mas sim para mais uma vês, alertar os meus amigos pescadores para não se deixarem levar em modas e tendências do mercado.
Este como outros artigos que temos aqui no blog , serve mais para ajudar os pescadores na escolha dos seus carretos, com base no conhecimento adquirido e não em números de marketing.

Assim como acontece com a quantidade de rolamentos colocados muitas veses em carretos de qualidade inferior, só com o ituito de vender mais e não de melhorar o seu funcionamento, a mais recente “moda” é a força de drag.

Assim como os rolamentos são bem vindos quando são de qualidade, a força de drag também o é, mas quando todo o carreto é feito a pensar em suportar essa mesma força e não simplesmente para vender mais, pois existem
alguns no mercado que anunciam suportar por exemplo nove quilos de força, e num entanto o corpo do carreto é construido num grafite muito frágil, que nunca suportaria
a mesma força que o drag.

É como colocar um motor de seiscentos cavalos num carro que é um simples utilitário, que não esta minimamente preparado para suportar tanta potencia, muito menos trava-la.

Temos que ter o cuidado de comprar um carreto equilibrado, e que dentro do nosso orçamento faça o trabalho o melhor possível no estilo de pesca para o qual foi destinado.

Uma das situações com que me deparo muito na loja, é o
pescador que vai comprar um carreto para pescar á bóia,
e rapidamente me pergunta qual o drag do carreto.

Vamos então analisar o tipo de pesca!
A pesca á bóia, é uma pesca que por norma é feita com linhas muito finas, não é uma pesca bruta, logo, é de muito
mais importância ter um drag preciso que um drag forte.

Queremos uma embraiagem que solte a linha de uma maneira bem progressiva e sem solavancos para nos defender melhor das investidas do peixe sem partir a linha.

Um drag forte é sim imprescindível noutros tipos de pesca como por exemplo no jigging onde temos que ter muita potencia para tirar os peixes do fundo o mais rápido possível, e assim impedi-los de roçar as linhas nas pedras.

Neste tipo de pesca são usadas canas muito fortes, linhas
muito fortes, anzóis muito fortes e lógico carretos muito fortes que estes sim deve de ter drags muito fortes.

Guardar

Guardar

Manuel Monteiro

Manuel Monteiro tem mais de vinte anos de experiência em pesca desportiva pela qual é apaixonado, especialmente á pesca aos sargos e mais de dez anos a trabalhar numa loja da área.

Website: https://segredosdepesca.com/oferta

    18 Comentários

    1. tiago

      Boas sr manuel entao que marca e modelo aconcelha para pesca a boia a alturas entre os 5 metros e os 10 metros
      Obrigado

      • Tiago existem dezenas de marcas e modelos, que te poderia aconselhar,depende muito do valor, se pretende comprar um carreto de 50€ ou se pretende um de 500€
        e do tamanho da cana, para a equilibrar, uma cana de 5m por ex deve de ter um carreto bem mais pequeno que uma cana de 7m.
        Não gosto de aconselhar marcas , mas se souber pelo menos o valor e o tamanho da cana , posso tentar dar uma ideia.

        • Mário Pereira

          Boa tarde
          Precisava de uma informação sua, o carreto Daiwa BG 5000 é um bom carreto? Pretendo comprar um carreto que me dê para pescar ao fundo ou mais propriamente a chumbadinha.

          • Bom dia Mário, sim o BG é um carreto muito bom para o valor.
            Mas o 5000 é muito grande para a chumbadinha, é um carreto que pesa 640gr.
            Abraço MM

    2. Maillot De Foot Enfant Pas Cher

      great blog!

    3. Marco Fonseca

      Está aí um dos meus erros, por acaso até hoje nunca perdi peixe por causa disso, mas podia bem acontecer. Nunca usei drag na minha vida e agora que sei ao certo para que serve, vou usar.
      Muito obrigado por essa dica, um abraço

    4. Higino

      Olá,
      Envia-me o endereço da sua loja.
      Cumprimentos

    5. Cesar

      Estou interessado em comprar um carreto para light jigging nos acores, para uma cana entre 1.65 e 2 metros, pensei em cerca de 50-100 euros. O que aconselha ?

    6. Alberto Raposo

      Boas noites
      Depois de ver diversos videos seus estou a ficar bastante esclarecido sobre varias situações relacionadas com a pesca mas queria fazer uma pergunta sobre como faz as suas montagens de pesca a chumbadinha para os sargos e se possível me demostrar. Obrigado e Boas pescas.

    7. Gonçalo

      Bom dia MM,

      Tenho deus dúvidas relativas a dois carretos meus.
      Legalis 4000, tenho para spinning e levei-o uma vez de barco. Realizava uma força muito grande ao puxar linha e depois disso parece-me que o drag não funciona da mesma forma, ou seja deixa sair linha sem os estalidos.
      Vega Oceana 4, comprei para Barco depois da experiência com o Legalis. Pensei em utilizar o Vega também para pescar com pião, aos sargos, mas parece ser pesado.

      Obrigado
      Um Abraço

      • Boas Gonçalo
        Quanto ao Legalis no barco é natural que tenha de fazer muita força.
        Pois o carreto é pequeno e a manivela curta não dá balanço suficiente para esse tipo de pesca.

        Quanto ao drag deixar de fazer o barulho normalmente é uma pequena patilha metálica que tem dentro da bobine que em contacto com a roda dentada que está no veio do carreto , faz o característico “cantar” do drag.
        O mais provável é essa patilha ter se partido ou soltado.

        O Vega Oceana é muito porreiro para o barco, mas para o pião é realmente muito pesado.

        Abraço MM

    8. Rui Augusto Gouveia de Castro

      Caro Senhor Manuel Monteiro
      Antes de mais, agradecer-lhe pelos vídeos e úteis dicas e conselhos, fruto de mtos anos de experiência e paixão p’la pesca que tb nutro e enquanto puder praticarei (desde os 6 anos, agora 67) principalmente p’lo surfcasting (incondicional!). Mais um mito (estão na moda fomentados artificialmente), drake quer-se multipontos ou micrométrico, sensível qto mais melhor. Os + Kgs é “tetra” para enganar incautos. Sobre o tema das bananas, outro mito. Agora comer laranjas descascadas no pesqueiro a pescar a Sargos e Tainhas à boia ou chumbadinha com mar sobre o manso, isso é já outra coisa, pois já experienciei a diferença com e sem e acredite q ela existe mmo! É fruta mto cheirosa, basta ver como o cheiro dificilmente nos sai das mãos e fica no isco e narinas sensíveis de sargos e tainhas notam diferença, isto não me parece mito pq experienciei. Já subscrevi o seu site e tenho o livro, mto bom. Abraço grande e saudações desportivas. Rui

      • Boas amigo Rui
        Muito obrigado pelo seu comentário, gostei muito de o ler.
        Sim sem duvida que em aguas mais paradas em que o peixe tem mais tempo para analisar o isco, qualquer cheiro tem influencia.
        O meu principal objectivo ao fazer estes videos sobre mitos é fazer com que os pescadores percebam melhor todo o comportamento do peixe e como funciona a pesca.
        E não se prenderem a mitos de iscos milagrosos ou pesqueiros milagrosos.

        Grande abraço MM

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *