Canas para pesca ao pião, 4 características que as tornam mais fiáveis.

Cana para pesca ao pião, 4 características que a tornam mais fiável.

Olá companheiro
Ao logo de muitos anos a montar e a utilizar canas para pescar ao pião.
Fui aprendendo alguns pequenos “truques”  que melhoram as nossas canas.

E as tornam muito mais eficientes para pescar ao pião, principalmente em falésias.

Neste artigo não quero falar sobre o tipo de vara mais ou menos parabólica, nem o que é melhor ou pior.

O que quero é passar algumas características que algumas canas devem de ter que nos podem facilitar e muito a vida na pesca.

Cana para pesca ao pião, 4 características que a tornam mais fiável

Vamos começar pelo topo da cana.
Os três primeiros passadores da cana, muitas vezes são estreitos de mais.

O que para uma cana que a maioria das vezes é para trabalhar com um stoper na linha não é nada aconselhável.
Se a sua cana para pesca ao pião vem equipada com passadores muito pequenos, pode os mudar por uns maiores numa loja de pesca.
Pois o stoper vai passar por eles de uma maneira muito mais fluída.

Em segundo lugar aconselho a que todos os passadores venham equipados com batentes.
Para que os elementos da cana não fiquem entalados uns dentro dos outros.

Batentes esses que devem de ser todos cobertos a verniz para que o cesto “rabeca” passe por eles facilmente e sem prisões.

Em terceiro lugar o ultimo passador da cana (o maior) não pode ser grande de mais.
Pois quando colocar o cesto na cana e o for a empurrar para descer pela cana a baixo.
O cesto pode ficar preso no passador, num momento em que podemos ter o peixe de uma vida ferrado.

Cana para pesca ao pião

E por ultimo temos a dica do pequeno batente, no topo da cana.
Que vai impedir o protector de passadores de escorregar para baixo.

Á uns anos numa  semana eu e o meu irmão, partimos ponteiras de canas ao bater com o protector dos passadores em pedras.

Video pesca aos sargos com o mano.

Na altura a solução para evitar que tal aconteça que encontrei, foi colocar um bom bocado de fita isoladora, naquela parte da cana para impedir o protector de descer.
Agora todas as canas de bóia que monto faço um pequeno batente para esse efeito.

Abraço MM

 

Manuel Monteiro

Manuel Monteiro tem mais de vinte anos de experiência em pesca desportiva pela qual é apaixonado, especialmente á pesca aos sargos e mais de dez anos a trabalhar numa loja da área.

Website: https://segredosdepesca.com/oferta

6 Comentários

  1. António Frade

    Caro Manel, sendo assim deixo uma 5 dica. A distancia do porta carreto ao final do elemento é importante, pois como bem conhecê algumas canas vêm com essa distancia muito curta e ficamos cpm o carreto quase ao colo !!!! E os braços doa peacasores não sao todos do mesmo tamanho. Um grande abraço e boas viagens até ao vicio..

  2. Luis almeida

    Caro Manel.

    Obrigado por mais estas 4 fantásticas dicas.

    Deixo apenas uma sugestão para o video. Costumo ouvir oa videos no telemovel com headphones e neste video a musica de fundo aparece um pouco alta o que tira um pouco o foco nas sabias palavras.

    Fica a sugestão de nos próximos vídeos baixar um puco o som, sei que fica mais engraçado, mas pessoalmente despenso, é uma opinião pessoal.

    Abraço

    Luis Almeida

    • Boas Luis
      Muito obrigado pelo seu feedback

      A Vera bem me avisou eheheh.
      Para a próxima vamos ter isso em consideração.

      Abraço MM

  3. Pedro Anjos São Bento

    Amigo Manuel,já agora e não sendo inconveniente,o que eu quero perguntar e não sendo um comentário ao seu video que por sinal é muito esclarecedor é o seguinte.Quando se monta um pião não calibrado na linha madre, tem que se colocar chumbo para calibrar o pião, entre o píão e o destorcedor onde vamos colocar o estralho do nosso anzol certo?A minha pergunta é, qual o comprimento que deve ter no minimo esse estralho e se deve levar alguma oliva junto ao anzol, e se de quantas gramas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *