flutuadores

Amigo hoje vamos falar sobre flutuadores.

Amigo hoje vamos falar sobre flutuadores.

A pesca é uma arte apaixonante, que nos trás sempre novos desafios.
Pois não existem dois dias de pesca iguais.

O mar, assim como as condições atmosféricas estão sempre a mudar, assim como o comportamento dos peixes.

Cabe ao pescador saber interpretar essas mudanças e adaptar a pesca (as suas montagens) ás mesmas.
Para nos ajudar existem muitos apetrechos que podem fazer toda a diferença numa jornada de pesca.
E eu com estes vídeos quero vos apresentar alguns de vez em quando, e hoje é a vez dos flutuadores.
Os flutuadores podem ser de vários tipos de material, como esferovite, cortiça, espuma E.V.A etc.

flutuadores

A sua principal função é fazer flutuar um anzol iscado.

Quando estamos a pescar ao surfcasting muitas vezes utilizamos mais do que um anzol na madre. Principalmente  quando estamos a pescar em praias sem formações rochosas e o nosso alvo é o robalo.

Quando usar os flutuadores??

Ao pescar com mais do que um anzol pode acontecer os estralhos se enrolarem um no outro.

Para que isso não aconteça uma das coisas que podemos fazer, é colocar um flutuador no anzol de cima.
Ao fazer subir o anzol de cima, vai manter os anzóis afastados um do outro e assim é muito menos provavel que enrolem.

Outra situação em que um flutuador pode nos ajudar e muito, é quando o fundo do mar esta cheio de limos.

Pois o isco pode passar todo o tempo escondido entre os limos e os peixes nem o chegam a ver.
Ao colocar um flutuador junto ao anzol, vai obrigar a que ele se mantenha mais á superficie para que os peixes o possam ver.

Como existem muitas variedades de flutuadores, de todas as cores e tamanhos (podem também ser usados como atractivos).
Devemos escolher o tamanho consoante o tamanho da isca que estamos a usar.

Abraço MM

Outros vídeos de interesse:

Manuel Monteiro

Manuel Monteiro tem mais de vinte anos de experiência em pesca desportiva pela qual é apaixonado, especialmente á pesca aos sargos e mais de dez anos a trabalhar numa loja da área.

Website: http://segredosdepesca.com/oferta

8 Comentários

  1. Jorge Cardoso

    Boa tarde Manel.
    Como é que se coloca o flutuador no anzol?!
    Abraço

    • Boas Jorge
      Aqueles que vêm dentro do arame são colocados na linha como se fosse um estoper.
      Os outros podes ser iscados antes da isca e passarem para a linha.
      Abraço MM

  2. João Pedro Ferreira

    Boas amigo Manel se a isca for casulo, amêijoa ou coreano serve qualquer flutuador ou à algum em expessifico para fazer flutuar qualquer destas iscas que eu mencionei abraço amigo Manel

    • Sim amigo João, para esse tipo de iscas não é preciso grandes flutuadores.
      Claro que uns vão dar mais flutuação que outros, mas também é uma questão de ir experimentando.
      Abraço MM

  3. Francisco Silva

    Os amigos do surfcasting prometeram um vídeo interessante para a semana mas não disseram que semana que era. Os matreiros estão-se a baldar…!
    Abraço

    • Olá Francisco,

      Desde a nossa apresentação já publicámos 6 videos. Temos produzido todas as semanas videos de surfcasting com dicas e jornadas de pesca.
      Todos esses videos estão aqui no site segredosdepesca.com. Também estão no Youtube em Surfcasting Pura Paixão. De qualquer forma, será sempre através do segredosdepesca.com que todos os videos serão dispinibilizados previamente e será através deste site que terás toda a informação, não apenas de surfcasting, mas também das outras modalidades de pesca.

      Aqui ninguém se balda…muito menos ao surfcasting :).

      Grande Abraço
      Nuno e Rui

      • Francisco Silva

        Boas Nuno e Rui.
        Se não se baldam melhor. Muito melhor. Como já expliquei ao Manel, antes de adquirir o curso, o meu interesse maior vai para o surfcasting que é uma modalidade que ainda posso praticar com a minha idade (66). Nas praias, com calma, a curtir a reforma e apanhando uns peixitos, é a isso que me quero dedicar. Recebo as newlleters do “Segredos da pesca” e só fui notificado para o primeiro vídeo vosso. Daí o meu comentário um pouco ácido que, pelo que dizem, não tem cabimento. Resta-me apresentar-vos desculpas e procurar os vídeos.
        Ab

        • Estimado Francisco,

          Aqui não há espaço para desculpas, muito menos quando não o tem que fazer!

          Disponha sempre e qualquer questão que necessite é só enviar o seu email.

          Abraço
          Nuno e Rui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *